Diário || Sentir o Amor


Entre diferenças e pequenas brigas típicas de um casal que está junto à um tempo considerável, para cima de 2 anos, à vontade, há dias em que só se respira paz e amor. Porque nem todos os dias são de guerra, e tão pouco todos os dias são de harmonia, mas com certeza em todos os dias existe sentimento, sentimento este que nos une, caso contrário não seriamos o que hoje somos. Um casal, mais um de tantos, mas um que faz por se entender, resolve os seus problemas no diálogo e quando tal não é possível, deixamos a poeira baixar para esclarecer qualquer que seja o assunto. Que assim seja, meu amor, porque enquanto assim for, por maior que sejam as nossas diferenças, sempre as resolveremos pacificamente. Hoje senti o Amor, o nosso amor, falamos sobre ti, sobre mim, sobre nós. Olhamos-nos nos olhos e tudo foi tão pacifico, tão natural. Sem as típicas implicâncias.  Harmonia interior, que é difícil encontrar. Senti me segura de mim, de nós. Porque sim, por vezes surgem dúvidas e inseguranças. Mas hoje não, tudo em nós transmitia calma e segurança. Todos pudessem se sentir assim. Deixei te ir, sei que voltas, amanhã ou depois, não importa. O nosso elo é forte, numa fase em que as nossas vidas não fazem sentido se estivermos um sem o outro. Podemos amanhã brigar por uma baboseira tua, ou por um disparate meu, como habitual, mas hoje não. Hoje tudo é harmonia, paz, amor. Meu amor.

-JR

Sem comentários:

Enviar um comentário