Diário || Memórias

Do nada tocou uma das nossas músicas na rádio, e do nada já caiam lágrimas. De saudade, de desilusão de tristeza. De lembrança e de alegria. Quem dera poder ter-te aqui. Sinto tanto a tua falta. Falta dos teus beijos, abraços, carinhos. Das tuas piadas parvas e amuos repentinos. Acabou a música, fiquei eu, estática, no canto onde estava antes. A olhar o vazio, e a preenche-lo com memórias. Doces memórias.

-JR.

Sem comentários:

Enviar um comentário