Histórias || Vizinhos pedinchões

Ora, não tem um ano que mudei de casa. Vivo numa rua inclinada sem saída e rodeada de vizinhos. Às vezes, o fato de ter vizinhos, é excelente outras nem tanto (isto quando decidem fazer festas e barulho noite dentro), é como tudo. E nas casas vizinhas como não poderia deixar de ser, existem seres, não racionais, alguns fofos, amorosos e tudo mais, já outros nem por isso. Digamos que existe de tudo nesta rua. Ora, deixando os rodeios, e indo direitinha ao assunto, apresento-vos os meus vizinhos pedinchões! Que são nada mais, nada menos que duas criaturas, não racionais, super amorosas, um cão e um gato. Estes andam sempre juntos, onde um vai o outro segue! Pertencem à casa oposta à minha 2 portões a baixo.


Acontece que, estou a tirar formação, em horário pós-laboral (ou seja, noite), e toda a noite que subo a rua, lá vem eles, a correr, saltar e pular. Seguem-me até à porta de casa e ficam sentados (às vezes) no tapete de entrada, à espera que lhes traga um petisco qualquer. Ora, mas que conversa! Provavelmente foi a minha mãe que lhes pôs o mau-habito. O que me estranha, pois ela, infelizmente, recusa-se a ter animais (não racionais) em casa. Para entenderem a 'gravidade' da situação, hoje quando subi a rua, estava o gato empoleirado no muro que dá para a minha casa (como já é habitual), mas o cão estava dentro do quintal da sua casa e, de portão fechado (pela primeira vez, pois o portão daquela casa está sempre aberto, completamente!) Logo que me viu começou a pular, quando deixou de me ver, jogou-se para o portão umas duas vezes até este se abrir! E lá veio ele todo louco esperar pelo petisco! Já me viram isto? Ai ai.. 
Apesar de não serem meus, gosto imenso destes dois, e de quando vem cá a casa me visitar. Sim, pois estes pestes não vem só pedinchar, aliás, só fazem isso à noite. Por vezes, durante o dia, também cá vem para brincar. Vai se lá entender. Acho-os muito fofos e bem educados. Apesar de pedinchões são uns amores! 

-JR.


Sem comentários:

Enviar um comentário