Textos || Palavras

Eu aprendi a não esperar nada, a não criar expetativa.
Aprendi a ser fria, a ignorar, aprendi a guardar a dor, a engolir o choro..
E dominava essas áreas tão bem. Até tu apareceres e colocares tudo de pernas para o ar.
Agora eu tenho medo, porque a realidade me assusta, de uma forma tão simples.
E o vazio vêm, e com ele, o escuro , a solidão..
E eu sei que não estou só, mas as vezes só saber não chega.
Não queiram explicações porque não as sei dar, e quanto mais eu falo mais me confundo.
Mil e uma coisas passam pela minha cabeça e de nenhuma tenho certeza.
Palavras, só palavras..

-Jovita R.

Diário || Saudade

Todas as noites antes de dormir eu penso em ti.
Tudo o que ficou por dizer, tudo o que ficou por fazer.
Nada parece seguro..
Porquê que tiveste que ir embora? Pergunto-me.
Mesmo sabendo a resposta mesmo tendo aceitado todos os motivos.
                                    
                                                                                                                                          -Jovita R.

Diário || Questões

É noite, deveria estar a tentar dormir.. Mas algo me impede. E todas as noites é o mesmo.
Me despedindo de ti, o "Até amanhã" diário..
Porquê que choro sempre? Não queria, mas não aguento.
Surgem do nada e rolam pelo meu rosto. E eu tento seca-las, mas insistem em não parar.
Será sempre assim? Devo ter medo do Futuro?
Até quando terei força?
Eis as questões que coloco a mim própria todas as noites..
As quais parecem não ter resposta.

-Jovita R.